BUSCANDO RECOLOCAÇÃO

29 de outubro de 2015

Segundo matéria de capa da revista Exame edição 1099 de 14 de outubro, nos primeiros 8 meses de 2015 ja foram 600 mil demitidos no Brasil. Isso significa 7 demissões por minutos e, ainda segundo a mesma revista, o mais espantoso é a velocidade com que a saúde do mercado de trabalho está se deteriorando.


A previsão é que sejam 2 milhões a menos de postos de trabalho entre 2015 e 2016.


Então, o que o profissional deve fazer em momentos como este?


Alguns procuram se agarrar ao emprego que tem, outros, se sentindo mais ameaçados, lançam-se ao mercado de qualquer forma. E quem já está desempregado? O que fazer nesse momento?


Duas coisas mínimas: prudência e ação.


Não espere passar o carnaval, o natal, o ano novo, as férias escolares. Isso não existe para você.


O momento certo de agir é exatamente agora, neste em que você está.


1 – Acione networking

2 – Acione empresas de executive search

3 – Participe de feiras

4 – Trabalhe seu Linkedin

5 – Visite sites de ofertas de trabalho.


Devo contratar um Outplacement, uma consultoria de recolocação?


Existem três respostas para isso: sim, não e talvez.


Entenda, sua recolocação não depende unicamente da consultoria. Por isso, antes de contratar esse tipo de serviço é importante ter uma conversa franca sobre suas possibilidades junto ao mercado atual. Vários fatores devem ser analisados: sua competitividade no mercado, a quantidade de players possíveis a seu perfil etc.


Muitas empresas, ao desligarem seus executivos, os beneficiam com um programa de outplacement. Mas o que se pode esperar desse serviço?

Existem dois tipos de propostas:


1 – Empresas que vão te orientar a como buscar o mercado, promover palestras, encontros e debates.

2 – Empresas que além de fornecerem apoio e orientações, também se valem de sua experiência e network para colocar você em contato com as oportunidades.


E atenção: coaching e head hunter  não são outplacement.


Cuidado: em momentos difíceis os oportunistas sempre aparecem.  Alguns inclusive cobram pouco, mas entregam nada. Se você pensa em contratar uma consultoria especializada, pesquise, antes de mais nada, seu histórico, analise seu serviço e peça referências. Hoje em dia, o discurso de todas é muito parecido, mas a entrega, muito diferente.


Uma empresa de recolocação de executivos, como toda prestação de serviços, é feita pelas pessoas que executam o trabalho. Uma longa experiência, conhecimento profundo do mercado e prazer naquilo que faz, são fatores indispensáveis para a condução desse tipo de projeto.

Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Google Bookmarks
  • RSS



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>